Página principal



Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores

Descargar 1.99 Mb.
Ver original pdf

Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores





Descargar 1.99 Mb.
Ver original pdf
Página236/260
Fecha de conversión05.10.2018
Tamaño1.99 Mb.
1   ...   232   233   234   235   236   237   238   239   ...   260

299

Resumos

Memórias do X Congresso da Rede Euroamericana de Motricidade Humana

XXI Congreso Internacional de Ciencias de la Cultura Física

EFEITO AGUDO DO EXERCÍCIO FÍSICO SOBRE A VELOCIDADE DE ONDA DE 

PULSO EM PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN

Pesquisadores: MAIA, Brisa D’Louar

GUIMARAES, Andrea Carmen

MACHADO, Maria da Glória Rodrigues

Área do conhecimento: Área das Ciências da Vida

Introdução: Indivíduos com síndrome de Down apresentam baixa capacidade aeróbica, ainda as-

sim, os índices que refletem a resistência vascular e a onda de reflexão durante o exercício ae-

róbico não foram avaliados nesta população. Objetivos: Avaliar os efeitos do exercício aeróbico 

agudo sobre a velocidade de onda de pulso, em indivíduos com síndrome de Down. Material e 

métodos: Trata-se de um estudo quase experimental, cuja amostra foi constituída por 10 indiví-

duos com síndrome de Down, de ambos os gêneros (21,9 anos ± 8,49), provenientes da Associação 

de Pais e Amigos dos Excepcionais da cidade de São João del Rei – MG avaliados no do Laboratório 

de Psicologia e Intervenção Psicosocial - LAPIP–UFSJ. Para avaliar os índices de rigidez arterial 

através da Velocidade de onda de Pulso, foi utilizado o Mobil-O-Graph® – the Pulse Wave Analysis 

Monitor (Mobil-O-Graph, IEM, Germany). A avaliação foi realizada em repouso (REP), durante o 

exercício aeróbico, com 50 a 60% da frequência cardíaca máxima em bicicleta ergométrica (EX) e 

no período de recuperação (REC). O nível de significância considerado foi de p<0,05. Resultados

Não se observou diferença significativa na VOP dos indivíduos entre as fases de repouso, exercício 

e recuperação, com p valor 0,3729. Conclusão: Percebe-se com o presente estudo uma discreta 

resposta vascular dos indivíduos com síndrome de down ao exercício aeróbico agudo, sugerindo 

uma disfunção vascular nessa população. Entretanto é necessária a realização de mais estudos 

utilizando exercícios de médio e longo prazo a fim de verificar alterações na resposta vascular.

Palavras-chave: Rigidez arterial. Velocidade de onda de pulso. Exercício Físico. Síndrome de Down.

brisadlouar@ufsj.edu.br

andreagruimaraes@ufsj.edu.br 

maria.machado@cienciasmedicasmg.edu.br


300

Resumos

Memórias do X Congresso da Rede Euroamericana de Motricidade Humana

XXI Congreso Internacional de Ciencias de la Cultura Física

EFEITOS DE UMA INTERVENÇÃO DO TAG RUGBY NA APTIDÃO FÍSICA 

RELACIONADA À PERFORMANCE DE ESCOLARES DO 5º ANO

Pesquisadores: DE MARCO, Jean Carlos Parmigiani

BIM, Mateus Augusto

PEDROZO, Sandro Claro

Área do conhecimento: Área das Ciências da Vida

A Aptidão Física dos indivíduos deve ser treinada ao longo da vida para que possa se manter em 

bons níveis, e para que isso aconteça é necessário a prática de atividades físicas diversificadas e 

prazerosas. Levando-se em consideração que as atividades práticadas na infância são preditoras 

das práticas em vida adulta, o professor de Educação Física deve ampliar as vivências esportivas 

de seus escolares, a implementação do Tag Rugby nas práticas auxliará no desenvolvimento físi-

co e na diversificação das aulas. O presente estudo teve como propósito analisar a influência da 

prática da iniciação do Tag Rugby na aptidão física relacionada à performance em escolares do 5º 

ano de uma escola estadual do município de Xanxerê - SC. Participaram do estudo 24 alunos com 

média de 10 anos. Para identificar o nível de aptidão física inicial e final dos escolares foi utiliza-

da a bateria do PROESP-Br (2016), que correspondeu aos testes de Força explosiva de membros 

superiores e inferiores, agilidade, velocidade e resistência cardiorrespiratória. Para a análise dos 

dados foi utilizado o programa SPSS 22.0 aplicando a estatística descritiva (média, desvio-padrão 

e frequência) e o teste t de student pareado adotando um nível de significância de p≤0,05. Os 

resultados  apontaram  melhoras  significativas  para  as  capacidades  físicas  de  força  explosiva  de 

membros superiores (p=0,004) e agilidade (p=0,000), já a força explosiva de membros inferiores, 

velocidade e resistência cardiorrespiratória apresentaram melhoras não significativas. Com base 

neste estudo pode-se concluir que a intervenção focada na iniciação do Tag Rugby não foi sufi-

ciente para proporcionar melhoras significativas em todas as capacidades físicas dos escolares, 

possivelmente devido à curta duração e frequência semanal das práticas. Para que ocorra a me-

lhora das capacidades físicas sugere-se que sejam implementados nas aulas, exercícios específicos 

adequados à idade dos escolares.

Palavras-chave: Tag Rugby. Aptidão Física. Escolares.

jeancp_@hotmail.com 



1   ...   232   233   234   235   236   237   238   239   ...   260

Similar:

Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores iconDados Internacionais de Catalogação na Publicação (cip)
M533 Memória, direitos humanos e reparação: políticas da memória, arquivos e museus; conferência interna
Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores iconTrabalhadoras 29out2013. indd
As ideias contidas e as opiniões emitidas neste livro são de responsabilidade dos autores
Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores iconFae centro Universitário Rev. Justiça e Sistema Criminal
Os artigos publicados na Revista Justiça e Sistema Criminal são de inteira responsabilidade de seus autores. As opiniões
Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores iconFormulario pct/ipea/408
Clasificación Internacional de Patentes (cip) o a la vez clasificación nacional e cip
Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores iconFormulario pct/isa/237
Clasificación Internacional de Patentes (cip) o a la vez clasificación nacional e cip
Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores iconNavarra com Instrucciones para solicitar competencia lingüÍstica en castellano
Rellenar el formulario de solicitud de anotación del nivel de competencia lingüística
Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores iconColetâniaGarantias Sebrae Regar atualizado indd
A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos
Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores iconMicrosoft Word Bolet\355n Reunion del X cecip -argentina 2009 port final. Doc
A comissão Interamericana de Portos (cip), da Organização dos Estados Americanos (oea)
Dados Internacionais de Catalogação-na-Publicação (cip) a revisão linguística é de responsabilidade dos autores iconDatos de contacto
Se aceptarán hasta dos trabajos por cada inscripción. Al menos 1 de los autores debe estar inscripto al Congreso


Descargar 1.99 Mb.
Ver original pdf