Página principal



Ofil -xiv-1

Descargar 0.78 Mb.
Ver original pdf

Ofil -xiv-1





Descargar 0.78 Mb.
Ver original pdf
Página48/67
Fecha de conversión09.05.2018
Tamaño0.78 Mb.
1   ...   44   45   46   47   48   49   50   51   ...   67

hospitalar;  Leishmaníase – O problema da

resistência surge quando os tratamentos são

muito curtos, interrompidos ou consistem em fár-

macos de pouca qualidade ou falsificados. Hoje

em dia, a Leishmaníase visceral, também conhe-

cida como Kala-azar, atinge 500.000 indivíduos

por ano em cerca de 61 países. Factores como a

guerra, a globalização, o aumento das viagens e

as mudanças climatéricas, colocam esta infecção

parasitária na categoria de doenças emergentes,

com resistências de evolução rápida; Gonorreia –

Esta doença é exemplo de como o abuso de anti-

microbianos transformou uma doença anterior-

mente curável numa fonte de contágio potencial-

mente fatal. O desenvolvimento de resistência aos

antimicrobianos na Gonorreia é uma das grandes

calamidades do século XX; e Vermes comuns –

Uma outra área em que a resistência representa

uma ameaça é a do tratamento de helmintas

transmitidos pelo solo ou alimentos. Em humanos

a resistência ainda não emergiu, mas é potencial-

mente ameaçadora.

Como se pode constatar do exposto anterior-

mente, a emergência de resistência aos agentes

antimicrobianos é um problema grave a nível

nosocomial, mas cada vez mais também na

comunidade e lares de acolhimento (Kaye et al,

2000). Internacionalmente, os dados da resistên-

cia aos antibióticos de vários países são recolhi-

dos e analisados pela Organização Mundial de

Saúde, que tem funções de vigilância e controlo,

com monitorização das resistências e implemen-

tação de eficazes medidas de controlo a nível glo-

bal (Virk e Steckelberg, 2000). A Tabela III mostra

o “Plano de Acção” concebido por esta Organi-

zação para travar a resistência aos antimicrobia-

nos e promover tratamentos mais apropriados das

doenças infecciosas. Na Tabela IV podemos veri-

ficar como é que as resistências poderão ser efec-

tivamente controladas, sendo que essa aborda-

gem passará fundamentalmente pela utilização

ideal dos antimicrobianos, atendendo às especifi-

cidades próprias dos países desenvolvidos e

daqueles em vias de desenvolvimento.

Objectivos

Pretende-se com este trabalho fazer uma

revisão dos mecanismos de acção dos antibióti-

cos e dos factores associados à emergência de

estirpes resistentes, o que permitirá esclarecer e

compreender melhor os principais mecanismos

de resistência aos antibióticos e suas impli-

cações clínicas. Este trabalho também tem

como objectivo expor sucintamente algumas

estratégias de controlo da resistência aos anti-

bióticos.

Material e métodos

Este trabalho baseia-se em análise e revisão

bibliográficas sobre o tema e no recurso à Internet.

Resultados

Mecanismos de acção dos antibióticos

Para compreender como os antibióticos

actuam e, concomitantemente, como a certa altu-

ra se tornam ineficazes, é necessário rever os

alvos de actuação das principais classes de anti-

bióticos. Neste sentido, é também importante

relembrar a estrutura bacteriana (Figura I). Os anti-

bióticos mais representativos apresentam 5 meca-

49

R

e

vist

a de la O

.F

.I.L.

TABELA III

“Plano de acção” contra as

resistências microbianas

Adoptar as estratégias e políticas da Organi-

zação Mundial de Saúde, particularmente no que

diz respeito à imunização;

Educar profissionais de saúde e a população em

geral sobre a utilização de medicamentos (medi-

camento certo, na dose correcta e durante o

tempo necessário);

Conter as resistências nos hospitais (papel essen-

cial das Comissões de Farmácia e Terapêutica, de

Antibióticos e de Controlo da Infecção);

Reduzir a utilização dos antimicrobianos nos

animais;

Promover a investigação em novos medicamen-

tos antimicrobianos e vacinas;

Construir alianças e parcerias para aumentar o

acesso aos antimicrobianos;

Aumentar a acessibilidade a medicamentos

essenciais;

Tornar medicamentos eficazes acessíveis aos

mais pobres.

Fonte: Organização Mundial de Saúde



1   ...   44   45   46   47   48   49   50   51   ...   67

Similar:

Ofil -xiv-1 iconComisión Económica para América Latina y el Caribe XIV seminario regional de política fiscal
El programa del XIV seminario Regional de Política Fiscal refleja los criterios que
Ofil -xiv-1 iconDirección de delegaciones regionales de trabajo y empleo (I a XIV)
Nº 2841/08 funciones asignadas al Ministro de Trabajo dentro de la jurisdicción y
Ofil -xiv-1 iconApéndice XIV
Elaborado por el Grupo Electrónico de Trabajo bajo la Presidencia de Argentina y la Co-Presidencia de Costa Rica
Ofil -xiv-1 iconXivsiemai® – (simposio internacional educación música artes interculturales) – IX encuentro de primavera®
Xiv siemai®(international symposium intercultural education music arts) – IX spring meeting®
Ofil -xiv-1 iconXiv asamblea ordinaria de la clac
Asamblea Ordinaria en la ciudad de Santo Domingo, en los días y de noviembre de 2000; en
Ofil -xiv-1 iconXiv congreso y Exposición sobre Grasas y Aceites de la Sección Latinoamericana de aocs un espacio de recursos para el mercado iberoamericano
Las presentaciones orales contarán con traducción simultánea inglés-español-inglés
Ofil -xiv-1 iconXiv versióN
La Asociación Colombiana para el Avance de la Ciencia, acac, es una entidad sin ánimo de lucro, que desde hace 37 años, trabaja por...
Ofil -xiv-1 iconUniversidad de chile instituto de estudios internacionales
Ii 1 Capítulo XIV del Compendio de Normas y Cambios Internacionales del Banco Central de Chile 17
Ofil -xiv-1 iconDisposición 12618 del boe núm. 243 de 2012
Resolución de 20 de septiembre de 2012, de la Dirección General de Empleo, por la que se registra y publica el XIV convenio colectivo...
Ofil -xiv-1 iconXiv concurso nacional de proyectos de investigación y desarrollo en salud fonis 2017 Instrucciones generales para completar este Formulario
La extensión indicada como máxima para cada punto será tomada en consideración al momento de la evaluación, por lo que, con el objetivo...


Descargar 0.78 Mb.
Ver original pdf