Página principal



Ofil -xiv-1

Descargar 0.78 Mb.
Ver original pdf

Ofil -xiv-1





Descargar 0.78 Mb.
Ver original pdf
Página65/67
Fecha de conversión09.05.2018
Tamaño0.78 Mb.
1   ...   59   60   61   62   63   64   65   66   67

pneumoniae representa agora a causa mais

comum da doença entre os 1-23 meses (45%

dos casos) e a Neisseria meningitidis é a causa

mais comum entre os 23 meses e os 18 anos

(59% dos casos). O S. pneumoniae predomina

em indivíduos com idade superior a 18 anos. A

resistência do S. pneumoniae à terapêutica anti-

biótica alterou profundamente o tratamento anti-

biótico em doentes com meningite; Pneumonia

– o  S. pneumoniae é a causa mais comum de

pneumonia bacteriana em crianças com idade

inferior a 5 anos, sendo comum em crianças

mais velhas e adolescentes. Neste caso, a

terapêutica padrão com antibióticos β-lactâmi-

cos é eficaz em doentes com pneumonia causa-

da por estirpes resistentes; Bacteriémia – a causa

mais importante desta doença é o S. pneumo-

niae. Tal como acontece com a pneumonia, os

estudos não apresentam diferenças nos resulta-

dos entre crianças com bacteriémia causada por

pneumococos sensíveis ou por pneumococos

resistentes;  Infecções do tracto urinário – a  E.

coli é a causa predominante destas infecções em

crianças, representando cerca de 93% dos epi-

sódios em crianças com menos de 2 anos. A

maior parte destas crianças pode ser tratada de

forma eficaz com antibioterapia oral sem neces-

sitar de internamento. Inicialmente, a terapêuti-

ca é empírica e, por conseguinte, o conheci-

mento dos padrões de sensibilidade é funda-

mental. Na população adulta, a resistência da E.

coli aos antibióticos é já um problema; Doenças

sexualmente transmissíveis – estimativas recen-

tes mostram que os adolescentes apresentam

taxas consideráveis de infecções por N. gonorr-

hoeae e  Chlamydia trachomatis. O tratamento

destas infecções é decisivo, uma vez que apre-

sentam consequências graves para a saúde.

Embora a resistência entre Chlamydia trachoma-

tis seja rara, no caso da N. gonorrhoeae está bem

descrita e é preocupante, particularmente em

países em desenvolvimento, uma vez que são

necessárias cefalosporinas de largo espectro que

apresentam custos mais elevados; Infecções da

pele e dos tecidos moles – são causadas princi-

palmente pelos estreptococos grupo A e S.

aureus. Os primeiros podem ser facilmente tra-

tados com antibióticos de espectro mais estreito

(são sensíveis às penicilinas e cefalosporinas),

enquanto que o S. aureus é tipicamente resisten-

te à penicilina. De uma forma geral, as linhas de

orientação preconizadas para lidar com estas

infecções pediátricas são praticamente sobrepo-

níveis no caso dos adultos (Hooton e Levy,

2001). Nas infecções pediátricas deverão ter-se

em conta, para além do uso inapropriado dos

antibióticos, as fortes pressões dos pais das

crianças para a prescrição, por falsas expectati-

vas de maior segurança (Louie e Bell, 2002). 

São recomendadas, aos médicos de clínica

geral, as seguintes orientações no sentido de con-

servarem o poder dos antibióticos na prática

comunitária (Hooton e Levy, 2001): (1) não ceder

às pressões dos doentes para prescrição de anti-

bióticos desnecessários; (2) educar os doentes

quanto ao uso prudente dos antibióticos e

importância das medidas preventivas da infecção;

(3) utilizar meios de diagnóstico antes de optar

pela utilização do antibiótico; (4) seleccionar,

quando apropriado, antibióticos com espectro

mais estreito; (5) não prescrever antibióticos para

infecções virais; (6) reconhecer a importância do

alívio dos sintomas dos doentes; (7) ter a certeza

de que o doente compreende que deve respeitar a

posologia e duração de tratamento do antibiótico,

mesmo após desaparecimento dos sintomas, para

que este possa ser eficaz; (8) usar tratamentos cur-

tos de antibióticos quando apoiado em dados clí-

nicos; (9) adoptar boas práticas de higiene e enco-

rajar os doentes a fazer o mesmo para reduzir os

riscos de infecção; (10) permanecer actualizado

quanto aos dados mais recentes disponíveis sobre

as tendências de resistências locais e ajustar os

hábitos de prescrição em concordância.

De uma maneira geral, a utilização de anti-

bióticos no ambulatório pode ser melhorada

com a adesão a indicações estritas, padrões de

sensibilidade e linhas de orientação de utili-

zação de antibióticos (Virk e Steckelberg, 2000).

A nível comunitário, medidas como a higiene

geral, desinfecção das águas públicas e limpeza

(particularmente das mãos), podem prevenir a

disseminação dos microorganismos resistentes

(Virk e Steckelberg, 2000). São necessárias abor-

dagens múltiplas para contornar a resistência

aos antibióticos e ultrapassar os problemas de

alta morbilidade, mortalidade e elevados custos

(Virk e Steckelberg, 2000). Algumas estratégias

que têm como objectivo contornar o problema

da resistência aos antibióticos, incluem (Walsh,

2000): Desenvolvimento de novos antibióticos –

antibióticos direccionados para os mecanismos

66

V

ol.

14  Nº 1

● 

2004



1   ...   59   60   61   62   63   64   65   66   67

Similar:

Ofil -xiv-1 iconComisión Económica para América Latina y el Caribe XIV seminario regional de política fiscal
El programa del XIV seminario Regional de Política Fiscal refleja los criterios que
Ofil -xiv-1 iconAnexo XIV formulario normalizado del
Parte I. Información sobre el procedimiento de contratación y el poder adjudicador o la entidad adjudicadora
Ofil -xiv-1 iconApéndice XIV
Elaborado por el Grupo Electrónico de Trabajo bajo la Presidencia de Argentina y la Co-Presidencia de Costa Rica
Ofil -xiv-1 iconDirección de delegaciones regionales de trabajo y empleo (I a XIV)
Nº 2841/08 funciones asignadas al Ministro de Trabajo dentro de la jurisdicción y
Ofil -xiv-1 iconXivsiemai® – (simposio internacional educación música artes interculturales) – IX encuentro de primavera®
Xiv siemai®(international symposium intercultural education music arts) – IX spring meeting®
Ofil -xiv-1 iconXiv asamblea ordinaria de la clac
Asamblea Ordinaria en la ciudad de Santo Domingo, en los días y de noviembre de 2000; en
Ofil -xiv-1 iconXiv congreso y Exposición sobre Grasas y Aceites de la Sección Latinoamericana de aocs un espacio de recursos para el mercado iberoamericano
Las presentaciones orales contarán con traducción simultánea inglés-español-inglés
Ofil -xiv-1 iconXiv versióN
La Asociación Colombiana para el Avance de la Ciencia, acac, es una entidad sin ánimo de lucro, que desde hace 37 años, trabaja por...
Ofil -xiv-1 iconUniversidad de chile instituto de estudios internacionales
Ii 1 Capítulo XIV del Compendio de Normas y Cambios Internacionales del Banco Central de Chile 17
Ofil -xiv-1 iconDisposición 12618 del boe núm. 243 de 2012
Resolución de 20 de septiembre de 2012, de la Dirección General de Empleo, por la que se registra y publica el XIV convenio colectivo...


Descargar 0.78 Mb.
Ver original pdf